GEO TOLBAR MIS VISITANTES DE HOY

10 sept. 2012

Existe alguma RESPOSTAS PERDA à morte?

Quando perguntamos por quê?

Nestes dias pela morte de Blanquita Vicuña, a filha mais velha e Benjamín Vicuña Pampita Ardohain trouxe à tona a questão da morte, contudo, a situação está sempre presente em nossas vidas e na vida de todos. A morte é parte de nós e de nossa natureza: nascemos e morremos. O tempo que decorre entre um instante e outro nunca se sabe. Mas sempre esperamos ser os grandes, mais velhos, avós, pais e filhos, que nunca nos viajam adeus vida, então na Terra que chamamos de morte.

Apesar de nosso desejo, o nosso tempo pensando no "direito" de viver e um tempo para "die" para cada ser humano é diferente e é esse tempo. A dor é experimentada de forma diferente por diferentes culturas, e é aí que a "morte" é experimentada como uma passagem para outra circunstância em que a felicidade e aquele ser que é amado não se mover em mais dor ou sofrimento.
Existem muitas vezes quando a perda de um ente querido, especialmente quando se trata de uma criança, onde a questão é por quê? Por que isso aconteceu? E se você é um crente, a questão é: Se Deus existe por que permitir isso, e eu já ouvi tantas vezes como "sem resposta"?.
Nós não podemos todos reagem da mesma forma contra a morte de um ente querido, de alguma forma, sobre nós foi dada a graça de vê-lo com a dor da ausência, confiante em direção a uma vida plena, para uma vida em que a utilização do "limiar", "porta", como um novo nascimento, dá à luz a vida em Cristo, e nele na plenitude de Deus. Não conformismo. Não me não, que viveram experiências que nos dão essa garantia. A certeza de saber que vivemos para ir a Deus e uma vida plena.

A morte é uma realidade que às vezes temos de fechar e outros apesar de seu afastamento também nos toca ou deve tocar-nos.

Minha certeza de Deus é que, ao contrário, como é conhecido, não é o "milagre" que esperamos que em todos os momentos, mas a própria vida. Uma vida que vivemos aqui e vivemos depois. As circunstâncias em que a morte ocorre muitas vezes é resultado de nossas próprias ações e, muitas vezes pode evitá-lo temporariamente, porque é responsável pela forma como agimos. Mas sempre em nossa natureza morrer. E para isso não há idade. E não questão de justiça divina. É o assunto da nossa própria natureza humana que o nascimento ea morte são dois momentos que atravessam.
A justiça divina opera de modo incompreensível para os seres humanos. Muitas vezes há sinais de salvação, poupando atos ao longo da vida. O que não podemos acreditar é que estes atos de salvação não inclui a morte. A morte pode ser um ato de salvação.

Deus nos ama profundamente e sempre ao lado de cada ser humano, também no sofrimento e na dor. Ouvi dizer que pode haver pessoas que vivem a dor como a morte de uma criança, porque eles têm a força para fazê-lo. Sincera e do fundo de minha certeza de que eu não acredito nisso. Deus não manda sofrimento. Ou quem pode ou não estar espiritualmente preparado. Deus é Deus da vida, a morte é parte da natureza humana e doenças. E sofrendo também. O próprio Deus, Jesus Cristo, como plenamente homem, viveu de alegria ao sofrimento e martírio, e por fim a morte mais hediondo que pode viver só amava: a morte na cruz.

Todos nós passamos por várias mortes e várias doenças ou acidentes e lesões e não é que Deus nos enviou. Sim, Deus naquela época mais do que qualquer outro, certamente a nossa "força" que vai nos ajudar a superar qualquer circunstância. Deus será para quem eles querem e acreditam em Deus e em Seu infinito amor e misericórdia que apoiam e livra-nos de volta à vida de uma maneira nova. Se a rir de novo depois de uma morte.
Sim, nós podemos aumentar a nossa fé para viver e crescer nele. Nunca é fácil. Ela nunca deixa de ser doloroso, nunca deixa de mover-nos, nunca pára cuestionarnos.Más possíveis após o primeiro choque, e no momento em que tomamos cada um, porque cada vez que a absorção dessa nova circunstância é diferente e sempre válida, sair e fazer o processo de "ressurreição", e eu tenho certeza que esse resultado é muito diferente para aqueles que são crentes em Deus para aqueles que não são.

Estas são as minhas certezas de Deus em quem eu acredito e que eu tenho total certeza, que depois de várias mortes, perdas e sofrimentos grandes, outros têm vindo a conhecer mais profundamente e que em todas as vezes que ele é a minha rocha, a minha alegria.

Como ponto de estar aqui para expressar essa parte para morrer, não descansa em paz, viver plenamente. Mora em amor infinito da eternidade de Cristo. E com o tempo tudo será parte da vida que nos espera.

No hay comentarios:

Publicar un comentario en la entrada

Todos tus comentarios son bienvenidos, las opiniones más divergentes expuestas con respeto siempre pueden encontrar un común enriquecimiento.