GEO TOLBAR MIS VISITANTES DE HOY

28 oct. 2012

O clímax da atividade solar

Sem Deus

Jesus casa alimentação dos fariseusTintoretto mestre da pintura
Nada é mais perfeito que o amor (1 Coríntios 13, versículos 8-10)"O amor nunca acontecer. Profecias perder a sua razão de ser, idiomas e ficar em silêncio já não servem mais alto saber. Porque esse conhecimento é muito imperfeita, e nossas profecias são também muito limitado, e quando vem a perfeição, o que é limitado desaparecer. "
Esses dias eu vi vários filmes, todos eles falando sobre o poder do homem. Levanta-te "messias" em todos os lugares. Até que a ciência descobre um novo "emocionais" células que podem curar todo o mal que nos aflige. Em nenhum deles foram pronunciar o nome de Deus, em vez colocar as pessoas no lugar e milhares de fãs que ir atrás dos falsos profetas do nosso tempo. Criadores de Deus tornar-se um homem.
Eu vi as lágrimas dos que perderam tudo e não importa a causa, mas incapaz de levantar os olhos para o amor de Deus e Sua infinita misericórdia não agir em todos os momentos.

Tempos difíceis pela frente, ainda mais difícil do que ter conhecido o produto de uma circunstâncias naturais (atividade intensa exibida pelo sol adormecer durante anos e desperta para os outros), e nossa intervenção (depredação da natureza e suas criaturas, predação de vida em todos os níveis para um falso conforto) que vamos aprovar o projeto.
Alertas globais cientistas sobre o aumento de um ponto que atingirá o pico no sol, adverte-nos da nossa fragilidade, a nossa incapacidade de ver somos pequenos em todo o nosso conhecimento. No entanto, apesar de tudo isso, surge uma oportunidade rara: Voltar o olhar para o infinito amor de Deus e aceitar o seu amor ser reconstruído

Será que este olhar para trás Deus vai impedir que os próximos eventos: apagões que podem durar de um dia a vários meses; interferência do sistema de comunicação de largura que vai deixar o incomunicável mundo porque o primeiro a receber o impacto da atividade solar são todos satélites que criamos, a falta de comida, porque, em vez de crescer com a boa semente poderosa tomaram conta deles e nós temos pouco ou nenhum uso de sua esterilidade, porque os hospitais não podem ter toda a tecnologia existente eles simplesmente não fazer eletricidade e vamos continuar listando-lo por um par de anos que vivemos, mas piorar no próximo ano?
Tenho certeza de que você, que voltar os olhos para Deus e para aprender a viver por esse amor pode mudar o itinerário do nosso futuro. Não o fato de viver-se o resultado do nosso modo de vida que serão afetados por um fenômeno natural. Sim, vai mudar, se assumirmos que requer a nossa solidariedade, o nosso respeito para a necessidade do outro para nos levar para compartilhar. A não acumulação, para não limitar o fruto de nossas mãos para aqueles que podem pagar por eles. Não haverá força no mundo, nenhum governo no mundo que é mais poderoso do que é. Vamos ser todos iguais, somos todos iguais. É a nossa grande oportunidade. Viver no amor de Deus vai fazer a diferença para passar talvez as mais duras condições de nossa sociedade, para a sua própria fragilidade e ominipotencia criou para si mesmo.
Eu não acredito nas conclusões de ambas as profecias apocalípticas de nosso tempo como muitos dos santos que adornam hoje o panteão cristão. Não pense que em todos eles, o amor de Deus é o amor condicional e sentir o nosso sentimento humano que colocamos em Deus, construiu um castigo enviado por Deus e matar inocentes e culpados. Deus só pode agir fora do amor. É a sua essência. Você não pode fugir dela. E o amor carrega dentro de si a plenitude da vida, não tirá-lo. O próprio amor leva misericórdia, não punição. Deus seria o Deus que Jesus nos mostrou, se a condição do seu amor para o nosso fazer, pensar ou sentir ou expressar? Que o amor condicional pertence aos homens.
O modo de vida que anunciar eventos e de fato já estamos vendo: a instabilidade climática maior, a ocorrência de ciclones e furacões com maior intensidade, o aumento da atividade sísmica, etc, é a nossa capacidade única de escolher. Vamos escolher viver sem Deus, vivendo um Deus criado nossa mão de obra, ou dar-nos a oportunidade de viver o seu amor, o seu amor e seu amor. Depende de nós. Culpabilicemos não ele, mas a nossa própria incapacidade de escolher.
Deus poderia parar os eventos, mas se eu fizesse isso não seria porque Deus nos criou à sua imagem e semelhança seria negar-se transformar em marionetes destinadas a não nos permitem agir de acordo com a capacidade que nos deu: o livre arbítrio.

Em nossos corações e em nossas mãos é o futuro que nos espera. Com Deus, podemos transformá-lo em um gestador caso de uma nova esperança. Vivendo em seu amor.

No hay comentarios:

Publicar un comentario en la entrada

Todos tus comentarios son bienvenidos, las opiniones más divergentes expuestas con respeto siempre pueden encontrar un común enriquecimiento.